1 visitor
language
SUPPORT MONARCHISTS !
IMC Charter
Members
Press & images
Monarchist Portal
Cont@ct the IMC

NewsLetter
Subscribe now
Resign



International Monarchist Conference International Monarchist Conference
A LINK ON YOUR WEBSITE
INTERNATIONAL MONARCHIST CONFERENCE
members access:

CARTA FUNDADORA DA CMI
25 February 2008
Deutsch English Español Français Italiano Português Român Русский язык Slovenski Srpski 

Preâmbulo :

Consideramos como monárquicos qualquer nação, governo, organização ou indivíduo que preconiza a instauração ou a preservação de um sistema político organizado em torno de um poder incarnado e soberano, defensor das liberdades naturais e dispondo de independência acrescida perante as oligarquias, nomeadamente as económicas e políticas.

A Monarquia não é um sistema político universal. Mas é, para muitos povos e nações, uma realidade feliz ou uma aspiração por uma sociedade mais justa e mais preocupada em proteger os interesses dos seus membros.
Vivemos num mundo cada vez mais globalizado, que tende a nivelar as realidades humanas, culturais, históricas, económicas, filosóficas, religiosas. Enquanto a Monarquia procura colocar o factor humano no cerne das preocupações políticas, a mundialização, pelo contrário, tende a fazer do humano um simples parâmetro de desenvolvimento económico.
Perante esta globalização devoradora de identidades, os diferentes partidos, grupos, organizações, e jornais monárquicos lutam individualmente, sem concertação verdadeira, e limitam-se a aproximações conjunturais ou informais.

I. Os objectivos

Os monárquicos, em todo o mundo, devido às suas acções e campanhas, acumularam experiências e práticas políticas, testaram estratégias diferentes, produziram textos doutrinários, efectuaram reflexões sobre os mais variados temas. Mas o que um Monárquico Italiano escreveu, um Monárquico Francês ignora; o que um Monárquico Francês fez, um Monárquico Belga não sabe; o que um Monárquico Belga vive actualmente, um Monárquico Canadiano mal entende; e que Monárquicos, na Europa, sabem o que fazem os Monárquicos Cambojanos e Marroquinos …?
Não pretendemos formar ou constituir um partido Monárquico internacional. As nossas realidades nacionais, os nossos objectivos respectivos contradizem essa utopia. Em contrapartida, parece-nos que não podemos mais permitir-nos lutar ignorando, deliberadamente ou por preguiça, as lutas e as aspirações dos nossos vizinhos e amigos monárquicos em todo o mundo. É tempos de federarmos as energias.
Todos juntos, acumulámos um capital de experiências que é necessário partilhar e dispôr conjuntamente em benefício de todos.
Esta aposta em comum articular-se-á politicamente em torno de uma organização crismada Conferência Monárquica Internacional (CMI) e materialmente em redor de diferentes instrumentos que virão a ser definidos.

II . Os actores

Referem-se a:
a- O conjunto dos partidos, movimentos, grupos e organizações políticas monárquicas;
b- O conjunto dos jornais, revistas, sítios Internet e blogs monárquicos;
c- O conjunto das associações, fundações, círculos monárquicos de vocação cultural, patrimonial, memorial;
d- O conjunto dos sindicatos, federações e confederações monárquicas profissionais e/ou de classe;
e- O conjunto dos movimentos e organizações monárquicas de juventude.

III. Soberania dos Signatários

Cada signatário permanece ser absolutamente soberano das respectivas orientações políticas, filosóficas, dinásticas, religiosas, económicas, tácticas e estratégicas. Não haverá distinção entre monárquicos que se reclamam de posições políticas de direita, de esquerda, de centro ou que professam um apolitismo não partidário.
Em caso algum a Conferência Monárquica Internacional (CMI) poderá substituir-se às instâncias nacionais regulares e aos partidos, de movimento e jornais signatários.

IV . Organização

A organização da Conferência Monárquica Internacional é estatutariamente definida.
: Cont@ct the IMC :